Vereadora Rita do Araçá cobra uso da tribuna da câmara por cidadão e critica portal da transparência do município

por adm publicado 26/05/2021 13h20, última modificação 26/05/2021 13h20

Em Sessão ordinária desta quarta-feira (19), a vereadora Rita do Araçá foi a tribuna para agradecer as ações de pavimentação de ruas que o município está recebendo, sobretudo, ela quis deixar claro que são obras do governo do estado, o que como oposição evita que os méritos sejam do executivo municipal.

Assim como a vereadora, seu colega, Diogo Gonzaga seguiu na mesma linha ao enaltecer o governador Renan Filho por enviar ações que melhoram a vida da população de Joaquim Gomes. Ele aproveitou e destacou diversas ações do estado como minha cidade linda, projeto Cria, planta Alagoas e outros.

Mas o ponto alto do discurso da vereadora foi para cobrar da própria casa legislativa posicionamento da mesa diretora, sobre o uso da palavra em tribuna por cidadão comum. De acordo com o novo regimento esse artigo foi retirado, ou seja, a população que queira fazer o uso da palavra durante a sessão ordinária não tem essa garantia a fala de forma regimental.

Para Rita, esse problema precisa ser sanado e cobra do presidente que possa rever e se necessário uma emenda ao novo regimento poderá ser colocada. Rita disse que o povo precisa ter voz numa demonstração que a câmara é do povo e isso seria o mínimo a ser feito como um ato democrático.

Além de cobrar transparência na câmara nesse sentido, a vereadora aproveitou e criticou a dificuldade de obter informação sobre gastos públicos do município.  Ela reclamou da falta de alimentação adequada ao portal da transparência ao dizer que, ao verificar nos últimos dias notou que muitas informações não estão disponíveis.

Por último lembrou do precatórios do Fundef e demonstrou está a disposição da categoria na luta pelo que chamou de justa.